Apesar de já fazer algum tempo do aumentou na alíquota do IOF para compras no exterior em TODOS os meios de pagamento, as pessoas ainda tem dúvida do que fazer.

E para você não ficar na dúvida, vou direto ao assunto.

No último dia 25/04 o cenário era esse:

Dólar Turismo (cotação oficial): R$ 2,32

Mas como já expliquei em um artigo do site Senhores Passageiros, não é esse o preço que chega para nós meros mortais.

Nesse mesmo dia, o dólar para o “consumidor final” estava R$ 2,38 (numa grande casa de câmbio).

Bom, mas se você acrescer 6,38% de IOF em 2,32 vai superar (e muito) os 2,38, certo? Sim, vai dar 2,47.

No entanto, precisamos lembrar que, grande parte dos cartões NÃO usa o câmbio turismo como referência na hora de fechar sua fatura, eles usam o “câmbio deles mesmos” que é mais próximo ao dólar comercial

Já este no dia 25/04 estava R$ 2,24. Colocando uma gordurinha, vamos dizer que o cartão de crédito use um câmbio de 2,27, o que, somado 6,38% de IOF, levaria a o preço para 2,41.

A diferença para o dólar vendido em espécie seria apenas 0,03, o que, em minha modesta opinião, não justifica andar com um pacote de notas na carteira, correndo o risco de perdê-las ou ser assaltado, toda vez que for viajar.

No caso do cartão que uso, que segue o câmbio comercial, o valor fica empatado.

Há ainda as milhas que você ganha no cartão e a praticidade.

Na outra mão, há a variação cambial até o pagamento da fatura, que pode te favorecer ou não. Mas como disse em outra oportunidade, eu nunca fiquei nem mais fiquei mais rico ou mais pobre com essa variação.

Claro, esse é meu ponto de vista, é a maneira como eu faço em minhas viagens.

E você, o que acha?

Pense e tome a decisão que for mais adequada ao seu equilíbrio e ao seu orçamento. Grande abraço!

Marcado em:

,